Luis Sepúlveda – o escritor do exílio e das fábulas mágicas

sepulv

Luís Sepúlveda (1949-2020)

16 de abril de 2020

O mundo da escrita ficou, hoje, mais pobre.

“Deixa uma vasta obra literária, um autêntico “exercício de memória”, onde a fábula, melhor género para conhecer o ser humano “à distância”, como dizia, se convertia num pretexto para se debruçar sobre as personagens que foi conhecendo ao longo da vida. Porque a escrita não fazia parte de uma terapia para curar feridas do passado.”

fonte: https://observador.pt/

Fica um excerto audio de uma das suas múltiplas obras, “O velho que lia romances de amor”.

romances

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s